Estamos na era do fast-food.

e da digestão lenta, do homem grande de caráter pequeno, lucros acentuados e relações vazias. Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados. Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas 'mágicas'. Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na dispensa.




Um comentário:

spectromgm disse...

Nossa, ótimo texto. Principalmente a parte de "Muito na vitrine e pouco na despensa".

Seu blog está show, continue assim. ;)
Bj, Milton G. Machado